quinta-feira, 30 de junho de 2011

Villages of Portugal

As Aldeias de Portugal convidam-no a contemplar, num ambiente natural, o património edificado e cultural da herança rural, as artes, tradições e ofícios da sua população, a actividade agro-pecuária, a paisagem e os produtos da terra.Para que possa apreciar na sua plenitude tudo o que estes locais têm para oferecer, as Aldeias de Portugal garantem ainda, quer na própria aldeia ou nas suas proximidades, a possibilidade de ficar alojado numa casa de traça tradicional, saborear a gastronomia típica, adquirir artesanato, desfrutar de actividades de animação, percorrer percursos pedestres...

A aldeia da Póvoa Dão proporciona um modo de vida diferente, longe do bulício das cidades e perto da autenticidade portuguesa.

É uma aldeia beirã a dois passos das correrias do nosso século, onde se pode encontrar o ar puro, a tranquilidade, o contacto com a natureza e a vida simples de séculos passados. Está situada numa região de grande riqueza histórica, cultural e paisagística que oferece outro tipo de atractivos tais como: Estâncias Termais (S. Gemil e Felgueira) Parque natural da Serra da Estrela, Serra do Caramulo, a cidade de Viseu e todo um conjunto de cidades e vilas possuidoras de um valiosíssimo património. Os proprietários das casas e os turistas a quem as casas estejam alugadas poderão ter acesso às infra-estruturas que existem na aldeia, designadamente: piscina, campo de ténis, bar e restaurante. Nas imediações têm á sua disposição um campo de golfe (14 km) dois clubes hípicos (14 e 18 km), o Palácio do gelo (13 km) e todo um conjunto de serviços públicos existentes na região.
Portal: Aldeias Históricas de Portugal

sábado, 25 de junho de 2011

The Cock of Barcelos

The Legend of the Galo de Barcelos (The Cock of Barcelos) is connected with an ancient stone monument in Barcelos. The origin of this “Padrão” is unknown, and it contains reliefs of the Virgin, St. Paul, the Sun, the Moon, and a Dragon on one side, and of a Crucified Christ, a Cock, and St. James holding a man who has been hung on the other. According to the legend, the people from Barcelos were terrified with a crime for which they were unable to find the culprit. One day, a pilgrim on his way to Compostela passed by and immediately became a suspect. He claimed his innocence, but was sentenced to death by hanging. He then asked to be taken to the judge who had convicted him, and who was just about to start a luxurious banquet. He was about to carve a big roasted cock when the pilgrim stated that if he were truly innocent, the dead cock would sing at the time of his hanging. All the guests laughed at this but, quite superstitiously, none dared to touch the bird. At night, they were surprised to see the cock rise up with new feathers and sing loudly. The pilgrim was immediately released. It is said that as a token of gratitude for St. James’ help, the pilgrim ordered the construction of the “Padrão” which one can see in Barcelos today. It was in the 30s of and the 40s of the 20th century, through the agency of António Ferro, director of propaganda for the Estado Novo dictatorship, that the Galo de Barcelos achieved fame and became an icon of Portuguese culture.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Schist Villages Portuguese


São 24 as Aldeias do Xisto distribuídas pela Região centro, num território de enorme beleza que oferece experiências únicas. Na produção gastronómica, no artesanato, no alojamento e na animação cultural, as Aldeias do Xisto destacam-se pela apresentação de produtos, serviços e profissionais de excelência. Das coisas da terra fazem-se novos produtos. Um rio faz-se pista de canoagem. Uma floresta faz-se trilho para caminhadas. Uma tradição antiga transforma-se num evento cultural único. Há praias fluviais de água puríssima, monumentos, castelos e museus para ver. Dá gosto falar com as pessoas e partilhar as suas tradições, artes e histórias. E com base no imaginário rural criam-se objectos de design inovador disponíveis na Rede de Lojas das Aldeias do Xisto. Faça parte do desafio. Descubra uma Região que é um tesouro nacional através da Rede das Aldeias do Xisto. (Piódão) 
                                             http://www.aldeiasdoxisto.pt/

domingo, 12 de junho de 2011

Folclore Portugês

A palavra Folclore vem da expressão inglesa folk-lore, que significa "saber do povo". Foi criada no século 19, pelo escritor e coleccionador de antiguidades William John Thoms, para identificar os costumes populares.
Folclore é o conjunto de todas as tradições, lendas e crenças de um país. O folclore pode ser percebido na alimentação, linguagem, artesanato, religiosidade e vestimentas de uma nação. O folclore é o modo que um povo tem para compreender o mundo em que vive. Conhecendo o folclore de um país, podemos compreender o seu povo. E assim conhecemos, ao mesmo tempo, parte da sua História.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

O Fado Património Mundial da Humanidade

O Fado é um estilo musical português. Geralmente é cantado por uma só pessoa (fadista) e acompanhado por guitarra clássica (nos meios fadistas denominada viola) e guitarra portuguesa. A palavra fado vem do latim fatum, ou seja, "destino", é a mesma palavra que deu origem às palavras fada, fadario, e "correr o fado".Uma explicação popular para a origem do fado de Lisboa remete para os cânticos dos Mouros, que permaneceram no bairro da Mouraria, na cidade de Lisboa após a reconquista Cristã. A dolência e a melancolia, tão comuns no Fado, teriam sido herdadas daqueles cantos. No entanto, tal explicação é ingénua de uma perspectiva etnomusicológica. Não existem registos do fado até ao início do século XIX, nem era conhecido no Algarve, último reduto dos árabes em Portugal, nem na Andaluzia onde os árabes permaneceram até aos finais do século XV. Numa outra teoria, a origem do fado parece despontar da imensa popularidade nos séculos XVIII e XIX da Modinha, e da sua síntese popular com outros géneros afins, como o Lundu, no então rico caldo de culturas presentes em Lisboa, tendo como resultado a extraordinária canção urbana conhecida como "fado".
http://www.fado.com/